HIDRANTES e MANGOTINHOS

HIDRANTES – Breve relato

A rede de hidrantes de uma planta industrial ou edifício é a espinha dorsal do sistema de incêndio. Através dos hidrantes, os operadores poderão combater incêndios que não tenham sido controlados por extintores, protegendo vidas e patrimônio.

Por esta mesma rede, os bombeiros bombeiam água pelo recalque, auxiliando no controle das chamas. Por isso, construir e manter o sistema de hidrantes de maneira adequada é tão importante.

EMBRATESE executa projetos técnicos, FAT, instala, corrige e tem vasta experiência com todos os equipamentos que compõe este sistema, nas diversas classes de pressão, que variam conforme o risco protegido. SAIBA MAIS

Hidrantes e Mangotinhos

Hidrantes e Mangotinhos

DIFERENÇA ENTRE HIDRANTES e MANGOTINHOS

Qual a diferença entre o sistema de mangotinhos e um hidrante comum.

O sistema de mangotinhos, em muito, se assemelha ao sistema aplicado em hidrantes. Sua diferença está no fato de que os mangotinhos são feitos com base em mangueiras semi-rígidas, como aquelas de postos de gasolinas, que usamos ao abastecer. Seu diâmetro também é um pouco diferente, chegando a 25 mm (frente hidrantes que possuem mangueiras de até 63 mm), com vazão de água também inferior aos hidrantes comuns.

O mangotinho fica sempre conectado ao seu esguicho, o que faz, em combinação com seu diâmetro e vazão menores, deixe sua utilização muito mais fácil, comparada ao uso de uma mangueira de jardim, enquanto os hidrantes comuns possuem peças específicas, que precisam ser montadas no momento do incêndio.

O sistema de hidrantes possuí vazão maior e, por isso, grande capacidade de extinguir incêndios. Contudo, o diâmetro da mangueira e a força que é preciso para movê-la, requer, muitas vezes, mais de uma pessoa, durante sua utilização. Nesse ponto, o sistema de mangotinhos funciona de maneira mais simples, caso seu uso seja imediato.

A EMBRATESE é especialista em projetar, instalar ou reparar sistemas de mangotinhos e hidrantes.
SAIBA MAIS

Visitantes do nosso site que gostaram deste texto, leram também os artigos abaixo:

Siga-nos no Facebook

Comments are closed.